1549.01388.38624 1 0 4000 1 http://blacksheepproject.com.br/blog 300

Ovelhas negras: o BS Festival 2018 vem aí!

2 Comentários

Ovelhas negras: o BS Festival 2018 vem aí!

Porque a gente não quer só comida! Temos sonhos, queremos fazer acontecer, ampliar, reciclar nosso cotidiano, mudar a conjugação da existência quase sempre no futuro. Now!!! Saber que existem portas abertas, lacunas que gritam por ocupação é tentador. Vamos?!

O BS Festival de 2018 pode ser aquele empurrãozinho que falta para sairmos do divã: sejamos ponte com poetas vivos, audaciosos, criativos e não-acomodados-mentais.

– Ah, lemos muito sobre autoajuda! Putz… Precisamos de exemplos práticos, de falar olho no olho, ouvir e ver resultados; nada é mais estimulante. E, para isso, teremos 120 ‘feras’ conversando com a gente, em ambientes informais. Porto Alegre merece, e nós também!

Durante dois dias, estaremos incluídos em um universo multicultural: humanidade, tecnologia, educação, gastronomia, empreendedorismo e arte. Pela diversidade que integra, não restarão dúvidas, medos. Diante de novos conceitos e práticas, a vontade de inovar contagia.  Não há mágica, nosso DNA só precisa ser explorado. Quantas surpresas!!!

Deixemos a modéstia de lado: todos temos algum talento que podemos usar para não verticalizar a ideia de que vivemos e pensamos como nossos pais. Ser uma ovelha negra pode não ser tão fácil… se não tentarmos, como saber? Vamos nessa, galera!

Escrito por: Alice Haag.

____________________________

O BS Festival é um dos maiores e mais inusitados festivais de inovação do Brasil. Reunirá mais de 120 palestrantes, atividades e experiências espalhadas por mais de 12 hubs do Bairro Floresta e Quarto Distrito, em Porto Alegre-RS. Save the Date: 1 e 2 de setembro.

Garanta seu ingresso em www.bsfestival.com.br

Anterior
Novos mercados e representatividade no entretenimento independente
Próximo
BS Festival: aqui a inovação é levada para locais onde você nunca imaginou!

2 Comentários

  • 26 de maio de 2018 a 14:52
    Rodrigo Vicencio

    Sou suspeito pra falar do quão bárbaro é esse festival. Tive a honra de fazer um painel na edição do ano passado sobre a Copa dos Refugiados. Este texto da Alice Haag é a cara do festival. Desejo todo o sucesso aos amigos e recomendo a todos que puderem participar, vale muito a pena ser ovelha negra, desvendar novos caminhos pra nossa sociedade se tornar melhor. Grande abraço!

    Resposta
  • 26 de maio de 2018 a 22:50
    CK Freitas

    Preparando a “2.0”. Minha sala tava cheia, com mais de 100 atentos humanos na platéia, que me deram a honra de compartilhar conhecimento envolvendo postura, pessoas, máquinas, tendências tecnológicas e a experiência de consumo, foi F*&%(Linkedin, né? haha). 2018 será um sucesso ainda maior. Esta turma de ovelhas negras dá um tapa na mobilidade de POA no mês de outubro. Adquira seu ingresso e vá passear nos “bolsões de conteúdo” feitos especialmente para todos nós nos sacudirmos e refletirmos muito.

    Resposta

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.